23 JUN 2020

Allyson fiscaliza os R$ 5 milhões perdidos na compra de respiradores pelo governo do RN

Allyson é o único parlamentar de Mossoró e da região que participa da Comissão Interestadual que investiga a compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste. Preocupado com o caso, Allyson também levou o caso à justiça.
Allyson fiscaliza os R$ 5 milhões perdidos na compra de respiradores pelo governo do RN

O Deputado Estadual Allyson Bezerra (Solidariedade) destacou durante a sessão remota da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (23), a perda de R$ 5 milhões pelo Governo do Rio Grande do Norte na compra de 30 respiradores através do Consórcio do Nordeste.

Allyson é o único parlamentar de Mossoró e da região que participa da Comissão Interestadual que investiga a compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste. Preocupado com o caso, Allyson também levou o caso à justiça.

O parlamentar, em ação conjunta com os deputados estaduais Kelps Lima e Cristiane Dantas, do Solidariedade, ingressou com ação na 5ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Natal, pedindo a proibição de repasses ao Consórcio Nordeste por parte do governo estadual.

“O estado do Rio Grande do Norte já perdeu durante esse período de pandemia o valor de R$ 5 milhões de reais, que foram repassados pela governadora ao Consórcio Nordeste, formado por todos os estados da região Nordeste. É preciso destacar que nem a empresa que recebeu o dinheiro entregou os respiradores e nem devolveu o dinheiro ao estado, isto foi pago de forma antecipada”, destacou Allyson.

Salientou ainda que “a cada dia começam aparecer novas informações relacionadas ao consórcio ligadas a escândalos. Estou cumprindo o meu dever de investigar o que é público”.

“Começamos a nos perguntar: A quem está servindo esse consórcio? Ao povo do Rio Grande do Norte não é. Faço um apelo à governadora Fátima. Não repasse mais nenhum real ao Consórcio Nordeste, que está sendo investigado hoje. Acredito que logo em breve está vindo à luz a todo povo do Nordeste os interesses desse consórcio. São R$ 5 milhões que o RN perdeu; uma sala alugada em Brasília; compra de passagens aéreas durante a pandemia e pagamento de salário de ex-ministro do governo do PT à custa do dinheiro da educação, da saúde, da segurança”, concluiu.

COMENTÁRIOS