14 AGO 2020

Prefeitura de Mossoró não toma providências para Samu receber recursos enviados pelo deputado Allyson

A documentação de responsabilidade do Executivo Municipal deveria ter sido apresentada à Secretaria de Saúde Pública do Estado (SESAP) ao longo do ano para início da tramitação do processo e posteriormente recebimento do valor.
Prefeitura de Mossoró não toma providências para Samu receber recursos enviados pelo deputado Allyson
Allyson apresenta emenda à direção do SAMU de Mossoró no dia 16 de março de 2020

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Mossoró pode deixar de receber o valor de R$ 50 mil devido à falta de documentação que deveria ter sido apresentada pela Prefeitura de Mossoró. O recurso é oriundo de emenda parlamentar do Deputado Estadual Allyson Bezerra (Solidariedade).

A documentação de responsabilidade do Executivo Municipal deveria ter sido apresentada à Secretaria de Saúde Pública do Estado (SESAP) ao longo do ano para início da tramitação do processo e posteriormente recebimento do valor.

O prazo para entrega dos documentos se encerra nesta sexta-feira, 14 de agosto. Após essa data, a liberação dos recursos é prejudicada devido ao período eleitoral.

Allyson assegurou a emenda para o Samu no ano passado. No dia 16 de março deste ano, o parlamentar visitou as instalações do Samu de Mossoró e apresentou a emenda ao diretor do órgão Dr. Dixon Fradik.

“A emenda é para compra de equipamentos de resgate. Nós fizemos a destinação e caberia somente à Prefeitura de Mossoró dar prosseguimento junto à Secretaria Estadual de Saúde. Na semana passada, fizemos levantamento das emendas junto a SESAP e infelizmente a Prefeitura não enviou nenhum documento dando início a esse trâmite”, explicou Allyson.

No ano passado, Allyson também indicou emenda de R$ 100 mil para o Hospital Regional Tarcísio Maia, assim como o montante de R$ 300 mil para a Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC). Ambos os valores foram liberados na semana passada e estão disponíveis para utilização.

No âmbito municipal, Allyson também destinou emendas para os municípios de Upanema e Governador, no valor de R$ 30 mil, e para Grossos e Jucurutu, no valor de R$ 20 mil.

As respectivas prefeituras já procederam com o envio da documentação, possibilitando a liberação das emendas. Ação que faltou a Prefeitura de Mossoró. “O processo da emenda para o Samu sequer foi iniciado por falta de documentação da Prefeitura de Mossoró”, comentou Allyson.

O parlamentar lembra ainda que em março de 2019 enviou ofício a Prefeitura de Mossoró solicitando audiência com a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) para tratar de assuntos de interesse da cidade e até então não foi recebido.

“Até hoje não tive nenhuma resposta da Prefeitura de Mossoró. Entendo que essa atitude é apenas por questão política, quando na verdade nosso mandato quer contribuir com a cidade de Mossoró”, finalizou.

COMENTÁRIOS